Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
Javi García nunca será herói

"Javi García custou, ao Benfica, o preço de um artista ou de um goleador, mas é tudo menos isso. O espanhol deixou óptimas indicações na estreia e poderá assumir-se como um jogador-chave neste esquema de Jorge Jesus. O médio contratado ao Real Madrid não tem culpa do preço que pagaram por ele, que, diz Juande Ramos, até é capaz de ser o preço certo. Javi García mudou-se para a Luz para fazer aquilo que sabe fazer: ocupar espaços, defender e dar equilíbrio à equipa.

O problema é que está numa situação ingrata. Se este Benfica vencer, todos os méritos irão ser entregues aos passes de Aimar, aos dribles de Di María e aos golos de Cardozo. Pouca gente se lembrará do trabalho discreto que lhe caberá. Mas se os encarnados mais uma vez desiludirem os seus adeptos, então será fácil ouvir vozes críticas a lembrar que García custou uma fortuna e nada acrescentou à equipa.

É o típico caso de ser preso por ser médio-defensivo e por não o ser."

 

Por Sérgio Kristhinas em O Jogo.



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 01:51
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 22 de Julho de 2009
Pré-época: 5 jogos, 6 golos sofridos | QUE GUARDA-REDES ESCOLHER?

Nesta primeira metade da pré-época do Benfica, o balanço é positivo... 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota... 9 golos marcados e 6 sofridos.

Se é verdade que a dupla de avançados, Cardozo-Saviola, tem cumprido e promete fazer furor na época que se aproxima, o mesmo já não se pode dizer de um dos nossos guarda-redes... o Quim.

O tempo de jogo de cada um dos três guarda-redes tem sido praticamente o mesmo. Sofremos 6 golos e as contas a fazer são bem simples:

- Moreira: 0

- Quim: 5

- Moretto: 1

 

Acho que o Jorge Jesus devia pensar seriamente em começar a dar a titularidade ao Moreira, sempre.

É um guarda-redes da casa, ainda é jovem e ainda não sofreu qualquer golo!

Que vos parece, malta?

 



publicado por Pedro Ribeiro e Castro às 16:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 8 de Julho de 2009
O Negócio de... SIMÃO e o de... REYES

 

No dia 26 de Julho de 2007, a Administração da Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD informou a CMVM sobre a transferência do Simão Sabrosa para o Atlético de Madrid, a qual foi concretizada pelo valor de € 20.000.000, acrescido do direito de opção sobre a contratação de dois atletas do clube espanhol.

No dia 7 de Agosto de 2008, informou-se a CMVM sobre o empréstimo de José António Reyes, por uma época e com direito de opção de compra sobre 75% dos direitos desportivos do jogador, considerando que o Benfica havia garantido desde logo 25% pelo pelo montante de € 2.650.000.

 

TRÊS PERGUNTAS AOS DIRIGENTES ENCARNADOS

P1: Alguém me pode explicar porque é que, volvidos dois anos, o Benfica ainda não contratou os jogadores do Atlético de Madrid a que tem direito?

P2: Em particular, porque é que não se contrata o Reyes utilizando um dos direitos de opção do negócio do Simão?

P3: Se bem me lembro, o Benfica teria direito a receber mais € 5.000.000 se não adquirisse os tais dois jogadores do Atlético... Então porque não reclamar essa verba e a utilizar para a contratação definitiva do Reyes?



publicado por Pedro Ribeiro e Castro às 01:30
link do post | comentar | ver comentários (17) | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 6 de Julho de 2009
Regresso ao Futuro (3/3)

Em jeito de conclusão, e no seguimento dos dois posts anteriores, cumpre apontar três das razões para a falta de títulos do nosso glorioso.

 
1 - As trocas constantes de treinadores, muitos estrangeiros, com visões diferentes da realidade nacional e com maneiras completamente diferentes de pensar, não é nada benéfico. Aliás, estas mudanças têm acontecido também ao nível dos adjuntos e ao nível das camadas jovens.
2 - É impossível criar um grupo unido, coeso e entrosado quando em todas as épocas se começam novos projectos. As entradas e as saídas de jogadores têm que ser reduzidas ao mínimo indispensável. Os acertos do plantel não podem ser uma constante, mas sim uma excepção.
3 - O Benfica tem recusado fazer um esforço financeiro para continuar com os jogadores portugueses, da casa, e estrangeiros que têm muita qualidade e que dão resultado (último exemplo: Reyes). Ao invés, são contratados atletas estrangeiros, desconhecidos e com dificuldades óbvias na adaptação àquele que é o maior clube português.
 
Por isso mesmo, até nem se percebe porque não se aposta no mercado nacional ou nas camadas jovens.
 
Mesmo, mesmo para terminar, considero a equipa do Futsal um exemplo a seguir. Primeiro, porque tem como treinador o André Lima, jovem e ambicioso, mas acima de tudo ex-jogador do Benfica. Depois, porque o plantel é constituído, na sua maioria, por jogadores portugueses. E, mais, porque jogadores como Bebé, Pedro Costa, Arnaldo, Zé Maria, Gonçalo Alves, Ricardinho e as recentes contratações Mário Carreiras e Joel Queirós são presenças habituais nas convocatórias de Portugal.
 
Os jogadores do Benfica têm que ser a base da nossa Selecção Nacional!


publicado por Pedro Ribeiro e Castro às 15:47
link do post | comentar | ver comentários (4) | adicionar aos favoritos

Regresso ao Futuro (2/3)

Não negamos que têm passado excelentes jogadores pela Luz, mas apenas às pinguinhas, com equipas objectivamente desequilibradas e com resultados desportivos fraquíssimos.

 
No Futebol, lembramos os enormes guarda-redes Preud'Homme e Enke, mas sem equipa à sua altura. Pelo clube passaram os centrais Gamarra e Marchena, os laterais Miguel e Léo, ou os médios Poborski, Tiago e M.Fernandes, mas não houve capacidade para os segurar muito tempo.  A nossa camisola foi também vestida por nomes como Amaral, Ednilson, Miccoli ou Rodriguez, e esta época por Suazo e Reyes (porque não o contratam de vez?), mas é sempre por empréstimo sem compra. É verdade que também lembramos os vários anos de Petit e Simão ou de Luisão e Nuno Gomes de águia ao peito, mas sempre com muitas mudanças, inclusive em sede de treinadores... Balanço: apenas 1 campeonato nacional.
 
No Baquetebol, com vários jogadores a entrar e a sair, a alegria dos adeptos foi desaparecendo. Vá lá que agora o Sérgio Ramos regressou para liderar uma fantástica equipa, mas foi um deserto de títulos igualmente longo... Balanço: campeões 14 anos depois.
 
E no Hóquei em Patins, igualmente mau, com uma presença intermitente do líder Carlos Dantas e com a perca de grandes nomes da modalidade como Panchito, Mariano ou Filipe Gaidão. A actual equipa tem qualidade, mas é muito jovem e pouco experiente... Balanço: último campeonato em 98.
 

Há ainda a referir o que se passou há um ano com o Andebol, em que após uma época brilhante e a poucas semanas da decisão do título nacional, o clube dispensou o treinador Alexander Donner, sem quaisquer explicações. O trabalho foi feito e a excelente campanha culminou com a conquista do título nacional. Não obstante, o treinador não ficou mesmo.



publicado por Pedro Ribeiro e Castro às 15:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Regresso ao Futuro (1/3)

Agora que as eleições ja lá vão (até ver), concentremo-nos no mais importante: o planeamento da nova época desportiva 2009/2010, nas várias modalidades.

 

Cresci a ver o Benfica vencer em várias frentes. Nos finais da década de 80, princípios da de 90, o nosso clube era imparável no Futebol, no Basquetebol e no Hóquei em Patins.

 

Quem não se lembra do tridente de jogadores suecos comandados por Ericksson, dos patrões da defesa que eram Ricardo Gomes e Mozer ou das incursões rápidas do César Brito, Ailton ou Paneira... Quem não se lembra dos remates do Isaías ou do Yuran, da classe de Paulo Sousa e Kulkov e da genialidade de Valdo, primeiro, e Rui Costa, depois... Quem não se lembra do último grande capitão Veloso... Todos nos lembramos, claro!

Nas modalidades amadoras, lembramos o quintento composto por Carlos Lisboa, Pedro Miguel, Jean-Jacques, Steve Rocha e Plowden (e ainda Seixas e Guimarães), no Basquetebol, e o cinco José Carlos, Vítor Fortunato, Paulo Almeida, Luís Ferreira e Rui Lopes (e também Ricardo Pereira), no Hóquei em Patins. Obviamente, também estes deixaram muita saudade.

 

Em comum, todos esses jogadores partilharam o campo em comum e vestiram a camisola do Benfica por várias épocas. Infelizmente, nos últimos 15 anos, temos dado espectáculo, não em campo, mas antes em sede de mercado de transferências. Muitos atletas entram, muitos saem. Alguns entram e saem. Quase todos sem qualidade. Centenas! Assim não pode ser. 



publicado por Pedro Ribeiro e Castro às 13:36
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Tacuara

Se ficarmos com este vamos ser felizes!!!

 



publicado por Miguel Pimentel às 11:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

No terceiro anel
Pesquisa
 
Últ. comentários
Realmente não quis. Mea Culpa...
Não posso deixar de concordar contigo
Viva o Quim
Não quer dizer nada
Com o Paulo Bentoo os problemas foram sanados e a ...
Adoro este blog e já o leio à alguns dias a seguir...
O Roberto também foi dispensado pelo Quique...
Desculpem caros benfiquistas, encontrei este blog ...
Ta explicado! Não é preciso dizer mais nada ...
Benfica ... who else?
Mais comentados
Arquivos

Agosto 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Outras bancadas
Tags

todas as tags

Subscrever feeds