Sexta-feira, 31 de Julho de 2009
O combate à intolerância no Desporto

Foi publicada a Lei 39/2009 no passado dia 30 de Julho que estabelece o regime jurídico do combate à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espectáculos desportivos.

Basicamente, o que a lei impõe são medidas a serem tomadas pelos promotores do espectáculo de forma a que o mesmo se desenrole de forma segura e pacífica.

Por promotores de espectáculo desportivo, entendam-se, essencialmente, os Clubes.

Estabelece ainda várias exigências quanto aos grupos organizados de adeptos.

Ora, este diploma tem, na minha opinião, entre várias, duas grandes virtudes que não devem deixar de ser mencionadas.

Desde logo, é guiado por princípios éticos ligados à saudável competição e alegre convívio entre adeptos que deve ser o pilar fundamental de qualquer desporto.

Por outro lado, estabelece sanções pesadas para as infracções cometidas no decorrer dos espectáculos desportivos (como título de exemplo, quem incite à violência, ao racismo, xenofobia ou intolerância nos recintos desportivos pode ser aplicada coima de valor entre € 2000 a € 3500 e pode ser interdito de visitar um recinto desportivo durante um ano).

Pois bem.

 

Numa altura em que os pais têm medo de levar os filhos a ver a bola porque já não é seguro,

Numa altura em que mais precisamos de nos distrair e nos divertir a ver uma boa futebolada de domingo à tarde (lá vai o tempo...),

Numa altura em que parece que já nos esquecemos do desporto que é o Futebol porque só se fala do negócio que é o Futebol,

Sabe bem saber que de alguma forma ainda se tentam criar mecanismos para (des)incentivar a (má)prática do Desporto em Portugal.

Vale a pena dar uma olhadela na Lei.

Viva o Desporto, o Futebol e o Benfica!



publicado por Marta Vieira da Cruz às 18:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Homenagem a Bobby Robson

"Bobby Robson é daquelas pessoas que não morrem, não tanto pelo que fizeram na carreira, por uma vitória a mais ou a menos, mas por tudo o que souberam dar a quem, como eu, teve a sorte de os conhecer e caminhar ao seu lado"

 

José Mourinho



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 14:17
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Fraude na legalização de jogadores do F. C. Porto?

O Sol e o Correio da Manhã fazem machetes hoje com este assunto. Está em fase de investigação e por isso aconselha-se prudência e tranquilidade no tratamento deste tema. Em todo o caso não posso conter o desabafo / constatação:

Este tipo de notícias no futebol português vêm sempre do mesmo lado, envolvem sempre as mesmas pessoas, o mesmo clube. 

Porque será? Será do Guaraná? 

 

PS: Ficamos à e espera do que o senhor Sobral tem a dizer sobre isto no maisfutebol.



publicado por Miguel Pimentel às 13:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Sir Bobby Robson [1933-2009]

 

 

Há Homens que merecem homenagem pela forma simples e apaixonada como souberam viver e estar no futebol. Sir Bobby Robson é um deles. Seja sempre recordado por isso entre nós, seja seguido o fantástico exemplo que nos legou nos anos que treinou em Portugal.



publicado por André Couto às 11:38
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

O Papagaio

 

 

Domingos Paciência chegou, fez promessas e começou logo a disparar sobre Jorge Jesus. Chegou o primeiro jogo e foi o que se viu. Herdou um Braga de excelência na Europa e logo no primeiro jogo já começou a tratar de delapidar isso perdendo em casa com um clube de qual nem o nome sabe pronunciar.



publicado por André Couto às 08:47
link do post | comentar | ver comentários (7) | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 30 de Julho de 2009
Benfica do Mundo!

Este post começou por ser um comentário ao post "Benfica de Portugal" do André Couto. Vou tentar explicar quais são, a meu ver, as razões que tornaram o Benfica na tal Sociedade das Nações de que o André fala.

Eu não acredito que se o LFV ou o Rui Costa se encontrarem perante um jogador português e um estrangeiro da mesma qualidade optem pelo estrangeiro. Principalmente o nosso director desportivo. Não por ser, para muitos benfiquistas (não sou um deles) a personificação de Deus mas porque também ele foi jogador de futebol, e sabe melhor que ninguém as necessidades, medos e anseios dos atletas portugueses.

O que se passa é muito simples: falta de credibilidade, competência, visibilidade, competitividade do nosso campeonato. E aí a culpa não é do Benfica. Os bons jogadores portugueses com pouco mais de 20 anos já estão nos grandes clubes europeus (veja-se Simão, Ronaldo, Rui Costa, Figo ou Pauleta entre tantos outros). Querem "dar o salto", e esse mesmo salto já não é para o Benfica como era nos anos 60. É para o Real Madrid, Man Utd, Milan etc. Quer queiramos quer não o nosso campeonato não é atractivo para os grandes jogadores, portugueses incluídos.

O Benfica não tem capacidade financeira de atração para ir buscar um grande jogador português. E como tal entre um português mediano e um estrangeiro melhor escolhe o estrangeiro. Isto é duro? É, mas é a consequência do Mundo globalizado em que vivemos e é a unica forma do clube se manter competitivo e ganhar títulos. E esse é o objectivo do clube, ganhar títulos. Se me perguntarem se prefiro onze Zés e Antónios ou onze Pablos eu obviamente prefiro Antónios. Mas mais que isso quero vê-los a levantar taças. Sejam eles portugueses, chineses ou costa-marfinenses.

Muito mais grave parece-me a "invasão" da nossa selecção nacional por estrangeiros, mas isso ficará para um novo post...



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 16:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Benfica de Portugal!

Ver o Benfica entrar em campo sem lusa alma, sem um único jogador daqueles que, sendo benfiquistas ou não, cresceram a ver o Benfica jogar e prosperar, foi uma dor de espírito. Depois de detectada esta falha, não fosse ela evidente, ver o prosseguir dos dias, o chegar de mais reforços e contar que em oito continua a não haver um único português, é a meu ver um crime.

Sim, o Benfica está a jogar bem, sim, parece estar no bom caminho. Mas até que ponto isso é tudo o que interessa? Até que ponto é saudável e desejável saber que na maioria desta época estarão menos de dois jogadores portugueses em campo?

A identidade e a cultura de um clube é o que de mais profundo e valioso ele tem, ver o Benfica como uma indústria de comissões e negociatas com empresários e clubes de todo o mundo, desligando-o daquelas que são as suas raízes, é uma forma ruinosa de gerir o clube, é delapidar o seu património, obliterar e deixar perdida no tempo a sua cultura.

Recordo que ainda há poucas décadas o Benfica jogava apenas com portugueses e que foi assim que conquistou o que de mais precioso tem no Museu do Clube. Assim se formaram ao longo de décadas dezenas de históricos que hoje alimentam as ilusões e os sonhos, a alma e a mística. Continuando desta forma em breve restará uma amálgama de nada, um clube com uma história longínqua e identidade desconhecida.

O Benfica é um clube de raízes bairristas, o clube de todos os Bairros de Portugal. O Benfica não é a Sociedade das Nações e não será assim que recuperará o respeito que um dia todos lhe tiveram.

 

(também no Delito de Opinião)


Tags:

publicado por André Couto às 15:25
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

Série "Outside" (III)

1. Começo pelas más notícias. Paulo Bento foi suspenso e estará ausente do banco do Sporting nas primeiras jornadas. Apito Verde. O Conselho de Disciplina decidiu intervir e afastar o técnico que este ano já levou o Sporting a uma gloriosa vitória sobre o Atlético do Cacém, entre outros sucessos como por exemplo... bem... como por exemplo todas aquelas derrotas ou empates que contam como tal.

2. Continuando em Paulo Bento, pudemos assistir ontem ao 11º penalty falhado pelo Sporting na sua era. Do mal o menos, desta feita o Sporting voltou aos tempos de sucesso em que jogava em casa para a Liga dos Campeões sofrendo menos de 4 golos. Um progresso que o futebol português saúda.

3. Por fim prossegue a saga dos jogadores que Porto vendeu para França. Lisandro foi para o estaleiro seis semanas e ontem foi a vez de Lucho.



publicado por André Couto às 14:37
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Série "Abrir o Apetite!" 2009/2010 (VIII)

Muito bons pormenores de um guarda-redes que parece ter muito futuro. Resta perceber se Jorge Jesus o pediu para ser terceiro ou para ser titular.

 



publicado por André Couto às 12:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
"Esta merda não existe em parte nenhuma do mundo"

É uma das brilhantes frases deste vídeo. Vejam que vale a pena, esta conversa entre o sr. Jorge Baptista e o sr. José Manuel Marques é qualquer coisa de memorável. No jogo de apresentação do Benfica frente ao Atlético de Madrid.

 


Tags: ,

publicado por Pedro Pavia Saraiva às 23:18
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Guarda redes x 4

Isto é que eu não consigo perceber!

Se o Benfica precisa de comprar um guarda-redes que seja um excelente, de classe mundial e valor inquestionável. Penso que não é manifestamente o caso. Já temos três guarda-redes, no minimo, medianos. Não percebo o porquê de um quarto. Se alguem me conseguir explicar a razão desta contratação...



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 22:06
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Freddy Adu

Faço desde já uma declaração de interesses: sou um assumido fã do jogador que dá nome ao post. Não percebo porque é que o Benfica nunca aproveitou este jogador.

Feita esta introdução passo a explicar. Adu é um jogador com um potencial enorme. Para além de ser jovem vem de um país onde o futebol está, bem, longe de ser o desporto rei como é pela nossa terra. A passagem para a Europa não requer uma adaptação ao futebol europeu, requer uma adaptação ao futebol na sua essência. E Freddy passou esse teste!

Teve no seu primeiro ano de águia ao peito pouquíssimas oportunidades. Ainda assim não desiludiu, em todas elas mostrou que tinha valor.

Chegou no mesmo ano que Di Maria e Coentrão. Não sei porquê (ou prefiro achar que não sei) mas o primeiro teve sempre muito mais oportunidades que os outros dois, que nunca mostraram ter menos valor. Depois foi uma época para o Mónaco. Foi também pouco utilizado, mas não se sabe se teve ou não algum aproveitamento. Já que o plantel está já tão preenchido pergunto-me porque não emprestar o jogador a um clube da primeira liga? Certamente o jogador terá lugar no plantel do Guimarães, Belenenses ou Rio Ave. A fórmula resultou com Coentrão, poderia também resultar com Adu...

Não me parece que um empréstimo a um clube holandês seja a melhor solução, e acho uma pena o clube desbaratar um jogador com este potêncial. Que ainda custou alguns milhões ao clube...



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 19:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Di Maria a, valiosa, moeda de troca

Afinal Keirrisson não veio para o Benfica porque quis, veio por causa de Di Maria.

Não, o Brasileiro não tem nenhuma especial admiração pelo argentino. Não, o amor não está no ar como pelos lados de Alvalade. O que se passa é que, segundo sei, o Barcelona ficou com direito de preferência numa transferência futura do Di Magia.

Pergunto uma coisa: estou a delirar (provavelmente devido ao calor que se faz sentir), ou o ano passado, quando o Suazo veio por empréstimo para o Benfica, a comunicação social veiculou que o Inter ficaria também com um direito de preferência sobre Di?!

Dois clubes diferentes tem o mesmo direito de preferência sobre um só jogador?!

 



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 18:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Benfica boicota maisfutebol, finalmente!

Os que me conhecem e aqueles com quem vou partilhando o que penso sobre o Sport Lisboa e Benfica neste espaço sabem que estou longe de ser um entusiasta da liderança de Luís Filipe Vieira. Por diversos motivos.

Não me revejo nem no estilo, nem na linguagem nem na estratégia e por isso, habitualmente, não tenho dificuldades em encontrar pontos de discordância.

Aqui há dias, neste post do meu colega de bancada André Couto, discutia-se a questão dos jornalistas da TVI e de como a mesma poderia ser motivada por questões que possam ter a ver com o envolvimento eleitoral de José Eduardo Moniz (motivações que, a serem essas, repudio).

Agora, é notícia do maisfutebol, merecedora de destaque, o facto de o Benfica boicotar este jornal online. O texto vem assinado pelo senhor Luís Sobral.

Quem se dá ao trabalho de ler as coisas que este senhor escreve facilmente percebe que, por defeito ou por tendência, estamos diante de um anti-benfiquista primário e delirante, sendo difícil compreender a linha orientadora do pseudo-jornalismo a que se dedica sem ser à luz de um sentimento de revolta face ao Sport Lisboa e Benfica, instituição que manifestamente não merece o seu respeito.

É de tal modo arreigado este sentimento que me arrisco a dizer que o anti-benfiquismo de Luís Sobral é ainda mais grave que o de Pinto da Costa. Pinto da Costa “bate” no Benfica por estratégia, Luís sobral fá-lo aparentemente porque sim (ele lá saberá porquê).

O Benfica boicota o maisfutebol.

O maisfutebol boicota o jornalismo.

O Benfica, boicotando o maisfutbeol, não boicota o jornalismo e defende-se dos que o boicotam.

Defende-se de pontas de lança travestidos de profissionais da informação. Recusa dar palco a deslumbrados que pretendem pura e simplesmente usar a marca Benfica porque vende, ainda por cima com o objectivo declarado de a enfraquecer.

Boicotando o maisfutebol, o Sport Lisboa e Benfica, para alem de contribuir para a dignificação do verdadeiro jornalismo defende os seus activos da pilhéria subjacente a uma linguagem de maledicência que faz lembrar a das velhas alcoviteiras que se escondem por detrás de uma cortina baça para espiarem, bisbilhotarem a vida do alheio e depois pespegarem no ouvido de quem passa uma visão distorcida da vida que não lhes pertence.

O maisfutebol não é um jornal online, é um pasquim.

O Senhor Luís Sobral não é jornalista porque lhe falta isenção. O senhor Luís Sobral é um activista do anti-benfica.

Em Portugal, de cada vez que se discute a hetero-regulação da actividade jornalística, seja para falar de códigos deontológicos, seja para falar de segredo jornalístico, logo se levanta um coro de pardas vozes contra o que dizem sempre ser um regresso da censura e do lápis azul. Sinal de imaturidade democrática.

Em democracia não há impunidades. Seja por quem for a lei é para cumprir. Discriminar jornalistas é proibido por lei. De acordo. Reagir contra os ataques de quem se faz passar por jornalista é uma coisa bem diferente.

Jornalista não é aquele que escreve para um jornal, seja de papel, seja online. Jornalista é quem se obriga, cumpre e esforça-se por fazer cumprir um código deontológico positivo ou costumeiro que regula a actividade dos profissionais da informação.

Espero que o Presidente explique o porquê destas decisões, convenientemente. Esse é um dos pecados que vezes sem conta lhe aponto.

Seja qual for o motivo, não alterará nem por um segundo o que penso do maisfutebol e de quem o dirige. Seja qual for o motivo, não deixo de me sentir aliviado por todas as vezes que li os sobes e desces e demais análises bacocas do Senhor Sobral sobre um clube que não conhece e pelos vistos não respeita.

E, de facto é lamentável que quem se diz jornalista, ainda por cima desportivo, não respeite o Sport Lisboa e Benfica porque quem desrespeita o Sport Lisboa e Benfica, desconsidera uma grande parte de Portugal!



publicado por Miguel Pimentel às 02:08
link do post | comentar | ver comentários (29) | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 28 de Julho de 2009
Série "Abrir o Apetite!" 2009/2010 (VII)

E eis que chega o sétimo! Keirrison é jogador do Benfica emprestado pelo Barcelona por uma época com opção de extensão do empréstimo por mais uma época caso seja vontade de ambas as partes. Será apresentado às 20h. Ficam os muitos e bons golos marcados por Keirrison pelo Palmeiras.

 



publicado por André Couto às 19:31
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Não há fome que não dê em fartura *

Segundo A Bola Keirrison está a um passo do Benfica. Segundo julgo saber o dito jogador é avançado. Pelo que sei no agora abençoado 4x4x2 em quadrilátero equilátero, ou seja, em polígono formado por quatro lados de igual comprimento do nosso Deus Jesus jogam dois avançados. Segundo o próprio sitio do Benfica são já oito, sim oito, os avançados do plantel: Óscar Cardozo, Mantorras (não sei bem se este conta...), Urreta, Fábio Coentrão, Weldon, Nuno Gomes, Saviola e Nélson Oliveira. Arrisco-me a diz que Di Maria pode também fazer a posição. Tudo somado são 9 jogadores para duas posições, isto é razoável?!

Há ainda Freddy Adu, Marcel e Makukula. Segundo sei são ainda avançados, e são também ainda jogadores do Benfica. Mais três, dá 12.

Pergunto-me se o Benfica realmente precisa de mais um avançado nas suas fileiras. Se assim for farão parte dos quadros do clube 13, sim 13, avançados! Não sou supersticioso, mas este número não augura nada de bom a esta gestão futebolística...

 

Actualizado:

 

E está confirmado. Ai está ele, Keirrison emprestado pelo Barcelona ao Benfica por uma época e opção de uma segunda se for essa a vontade das partes. Que seja bem-vindo e que dê muitas alegrias ao nosso Benfica!

 

 



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 13:24
link do post | comentar | ver comentários (8) | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
Javi García nunca será herói

"Javi García custou, ao Benfica, o preço de um artista ou de um goleador, mas é tudo menos isso. O espanhol deixou óptimas indicações na estreia e poderá assumir-se como um jogador-chave neste esquema de Jorge Jesus. O médio contratado ao Real Madrid não tem culpa do preço que pagaram por ele, que, diz Juande Ramos, até é capaz de ser o preço certo. Javi García mudou-se para a Luz para fazer aquilo que sabe fazer: ocupar espaços, defender e dar equilíbrio à equipa.

O problema é que está numa situação ingrata. Se este Benfica vencer, todos os méritos irão ser entregues aos passes de Aimar, aos dribles de Di María e aos golos de Cardozo. Pouca gente se lembrará do trabalho discreto que lhe caberá. Mas se os encarnados mais uma vez desiludirem os seus adeptos, então será fácil ouvir vozes críticas a lembrar que García custou uma fortuna e nada acrescentou à equipa.

É o típico caso de ser preso por ser médio-defensivo e por não o ser."

 

Por Sérgio Kristhinas em O Jogo.



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 01:51
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Domingo, 26 de Julho de 2009
Bella Guttman

Um dia perguntaram a Bella Guttman: "O que é a mística Benfiquista?"

Guttman respondeu: "Chove? Está frio? Está calor? O que importa? Nem que o jogo seja no fim do Mundo, entre as neves das serras ou no meio das chamas do inferno. Seja pela terra, pelo mar ou pelo ar eles aí vão, os adeptos do Benfica atrás da sua equipa... Grande, incomparável e extraordinária massa associativa!"

 



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 23:23
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 24 de Julho de 2009
Love is in the air...

Ele não promete golos...

Mas vem cheio de amor para dar...

 



publicado por Pedro Pavia Saraiva às 23:13
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

O choro dos mariquinhas (II)

Perante isto não me ocorre nada mais eloquente do que dizer que a choradeira, a pieguice, a mariquice, enfim o drama, o horror continuam por bandas de Alvalade...

Agora foi a emissão de um comunicado ridículo que me fez bisar, com tão poucas horas de diferença, sobre o mesmo tema. Ora vejamos:

Segundo o Sporting "branquearam-se situações graves como, por exemplo, a da posse de bilhetes por parte da claque 'No name boys' que é uma organização de adeptos não legalizada e o objectivo confessado pelos membros da referida claque às autoridades policiais de que se haviam deslocado à Academia apenas para 'acabar com o jogo'."

 

Pergunta-se:

1) Sendo uma claque não legalizada como é que podem asseverar que os adeptos que se identificaram como sendo dos No Name Boys são mesmo dos No Name Boys?

2) O que é que era suposto? Entrarem no recinto de alcochete sem pagar bilhete?

3) Não pode a frase "viemos para acabar com o jogo" ser interpretada de diversas maneiras alternativas, por exemplo, viemos para apoiar a nossa equipa e assim acabar com o jogo e ir para casa festejar a conquista do campeonato de juniores?

4) Ainda que assim não fosse que ilação pode o Direito Desportivo tirar das declarações de algumas pessoas expressando a vontade de acabar com um jogo de futebol?

5) Se os adeptos benfiquistas estavam a fazer desacatos o que é que o sporting fez para o impedir? Foi Incompetência, ou, afinal, o que queriam era mesmo acabar com o jogo para poderem chorar um bocadinho?

 

Por fim, peço-vos o favor de olharem 1 minuto para esta fotografia:

 

 

Agora:

1) Admitindo que os adeptos de verde são do sporting?

2) Admitindo que os polícias não são dos No Name Boys (até porque os No Name ao que parece tinham bilhetes e os polícias, acho, estavam ali em trabalho);

3) Admitindo que a presença de tantos individuos vestidos de amarelo canário é um incidente e não significa que o Paços de Ferreira tenha provocado a invasão;

 

Quantos adeptos do Benfica se contam na imagem?

Pois é... é fazer as contas... 

 

PS: Mais a sério, só posso aplaudir a decisão da Direcção do Sport Lisboa e Benfica de recorrer deste acórdão caso entenda que o mesmo aplica mal os regulamentos e demais legislação desportiva aplicável.



publicado por Miguel Pimentel às 01:12
link do post | comentar | ver comentários (6) | adicionar aos favoritos

No terceiro anel
Pesquisa
 
Últ. comentários
Realmente não quis. Mea Culpa...
Não posso deixar de concordar contigo
Viva o Quim
Não quer dizer nada
Com o Paulo Bentoo os problemas foram sanados e a ...
Adoro este blog e já o leio à alguns dias a seguir...
O Roberto também foi dispensado pelo Quique...
Desculpem caros benfiquistas, encontrei este blog ...
Ta explicado! Não é preciso dizer mais nada ...
Benfica ... who else?
Mais comentados
Arquivos

Agosto 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Outras bancadas
Tags

todas as tags

Subscrever feeds